A melhor receita de gazpacho que existe

Quantas vezes você achou uma receita na internet, fez e deu certo? E quantas vezes você fez essa mesma receita 5, 10, 23 vezes sem mudar nada?

No meu caso, acho que uma.

Seja por fastio, orgulho ou pura malinagem, diletantes na cozinha carregam essa, digamos, volubilidade. Tal preparo é o segredo revelado da Dona Benta, o manjar dos deuses, aquele que quebra o coco mas não arrebenta a sapucaia, o rizoma de Deleuze, o laquê da Hebe, explosão-SOCORRO-de sabores {insira aqui o seu clichê ou meme da internet de tresontonte}…

Até a próxima trombada com um livro/programa/site/dica da vizinha/revista importada/etc.

Nesse caso, não.

O Núcleo Apartidário Dadivosa de Avaliação Alimentícia (N.A.D.A.A.) declara que a melhor receita de gazpacho do mundo mundial vem do Velocidad Cuchara, blog espanhol da Rosa Ardá – que nunca vi e já considero pacas, essa Marisa Paredes da cozinha, pivô da briga do Bardem com a Penélope Cruz, Miró de saias… (alguém me faz parar, pelamor!).

Gazpacho - Dadivosa

Mas antes, um aviso: a receita original é para bater na Thermomix®. Pois é. Tenho há mais de ano, uso praticamente todo dia. Não, não vai ficar a mesma coisa se fizer no liquidificador/mixer de mão, mas chega bem perto. Testei e no final dou a dica, não vá embora ainda. Ou vá, que não estamos aqui para controlar a vida de ninguém.

 

Melhor, dois: como a receita original é feita na Thermomix® (que bate, tritura, mistura, cozinha, refoga, mói, rala, pesa e se bobear regulariza CPF, cancela TV a cabo, cura mal de amor e repele o mosquito da dengue-zika-chikungunya), quase todos os ingredientes estão em gramas. Use uma balança, vai valer a pena. Ou faça como quiser, que Rosa e eu não temos nada a ver com isso.

 

Último, prometo: comprei o estupendo aparato para mim mesma como comemoração antecipada dos 40 anos bem vividos apesar das eventuais avarias nos discos vertebrais, chegadas em aeroportos um dia antes do voo (como hoje, o que me deixou o dia livre para finalmente contar essa receita para vocês), percalços amorosos e lista infindável de únicos-defeitos – alguns de fábrica, fazer o quê? Uso e recomendo gratuitamente por achar a máquina impecável, ao contrário de minha pessoa ;)

 

Receita de Gazpacho

Ingredientes:

  • 1 kg de tomates bem maduros inteiros (sem aquela parte dura e marrom… aquela de onde sai o cabinho? Nunca sei o nome!)
  • 2 dentes de alho
  • 50 g de pimentão verde
  • 50 g de pimentão vermelho
  • 40 g de cebola
  • 70 g de pepino parcialmente descascado (tire mais ou menos metade da casca)
  • 30 g (ou 2 colheres de sopa) de vinagre de xerez
  • 1 colher de chá de sal (mais para servir, se quiser)
  • 50 g de azeite de oliva

 

Modo de fazer na Thermomix®:

  1. Coloque todos os ingredientes no copo da Thermomix®, menos o azeite. Explico: se colocar o azeite junto o gaspacho não fica tão vermelhinho. E o corretor teima em traduzir o gazpacho. Para mim – e para o N. A. D. A. A. – gazpacho sempre será com Z.
  2. Pulse umas três vezes. Incluí esse passo por minha conta, pois coloco os tomates inteiros e o ~procedimento~ ajuda a máquina a engrenar melhor.
  3. Programe 30 segundos em velocidade 5.
  4. Programe de novo por 2 minutos em velocidade 10 (sempre coloco um pano em cima da tampa para evitar respingos, coisa de gente velha).
  5. Junte o azeite e programe por 10 segundos em velocidade 5.
  6. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas (uso garrafas de vidro). Corrija o sal na hora de servir, se quiser. Misture com um pouco de água a gosto se quiser um gaspacho menos espesso (nunca mais de uma xícara, para não virar água com tomate).

Dura duas semanas na geladeira. Dizem que dá para congelar e que depois de descongelado é só dar uma batida para homogeneizar de novo. Nunca precisei fazer isso.

E pimba (pimba é o nosso voilà, acho mais sonoro – mais uma de gente velha)! Está pronto seu Gazpacho. Sirva com cubinhos de pepino ou pimentão, croûtons, pimenta moída na hora, azeite ou o jamón crocante que a Rosa recomenda na receita dela.

Agora a Leitora e o Leitor queridos (há quanto tempo não escrevo isso?) perguntam:

  1. Tá, mas e quem não tem Thermomix®, faz como. Deita na BR?
  2. Não vai pão? Tem uma receita sua de Gazpacho aqui no Dadivosa que vai pão!
  3. Dá pra substituir o vinagre de xerez por… chia, por exemplo?

Vamos às respostas, pois:

1. Tá, mas e quem não tem Thermomix®, faz como. Deita na BR?
Resposta: Quem não tiver Thermomix®, pode fazer no liquidificador (provavelmente em partes, dependendo do tamanho do copo) ou no mixer de mão. A textura provavelmente não ficará igual. Mas testei e posso comprovar que se você usar 1 kg de tomates já sem pele e sem sementes no lugar dos tomates inteiros, chega muito perto! O tempo de mistura é você quem vai definir. Há quem goste de um gazpacho mais pedaçudo, eu viciei mesmo foi na textura lisa desse aqui.

 

2. Não vai pão? Tem uma receita sua de Gazpacho aqui no Dadivosa que vai pão!
Resposta:
Aprendi com outras duas espanholas, Diana e Loli, mãe e filha, que é bem melhor fazer sem. O pão não deixa guardar o gaspacho por muito tempo, pois azeda fácil. Disseram também que fica menos digesto. E eu acredito nelas, essas queridas, Sagrada Família de Gaudí, musas de Almodóvar, alvos de inveja da rainha Letizia … (sério, me interditem!).

 

3. Dá pra substituir o vinagre de xerez por… chia, por exemplo?
Resposta:
Não, não dá. Mas você pode encontrar em supermercados mais ou menos comuns, que já tem marca nacional produzindo vinagre de xerez. Na falta dele, o de vinho tinto quebra um galho. Comece usando apenas uma colher de sopa e ajuste ao seu paladar.

 

Quer ver a receita original da Rosa? Gazpacho con crujiente de jamón

 

Ando com muita saudade de vocês nos comentários. Me contem o que acharam, sim? Vão fazer? Fizeram? Deu certo? Acharam tomates madurinhos que têm gosto de tomate e não custam um rim?



4 comentários em “A melhor receita de gazpacho que existe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Post aleatório

Variando o Tostex

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail