Suflê de Cenoura

Planejava fazer um suflê de cenoura para iniciar uma refeição noturna. Fato é que o forno estava com preguiça (ou fui eu que regulei a temperatura errada?), o cozimento demorou mais do que o esperado e o que era entrada virou quase uma sobremesa.

De todo modo, creio valer a pena contar ao Leitor e à Leitora como improvisei essa receita, que rende quatro ramequins.

Ingredientes:

  • 2 cenouras médias sem casca, em rodelas’
  • 1 folha de louro
  • água para cozer a cenoura
  • sal
  • 1/2 colher de sopa de manteiga
  • 1/2 colher de sopa de farinha de trigo comum
  • 1 xícara de leite quente
  • noz-moscada
  • 2 ovos
  • 1 colher de sopa de queijo parmesão ralado

Como fazer:

  1. Leve as cenouras para cozinhar em água, sal e folha de louro.
  2. Enquanto isso, prepare o bechamel: numa panela, derreta a manteiga, acrescente a farinha e mexa até incorporar. Vá derramando o leite aos poucos, mexendo sempre, até usar todo o leite. Deixe a panela em fogo muito brando, de preferência usando um difusor (aquelas chapinhas de alumínio) por baixo da panela. O objetivo é cozinhar mais o trigo, por uns 10 minutos.
  3. Ligue o forno para preaquecer.
  4. Escorra a cenoura e reserve.
  5. Tempere o bechamel com sal e noz-moscada ralada na hora.
  6. Bata as claras em neve e reserve.
  7. Unte os ramequins (ou um refratário maiorzinho) com margarina e coloque-os sobre um tabuleiro.
  8. Leve uma chaleira ao fogo com água para o banho-maria.
  9. No copo do liquidificador, bata o bechamel com a cenoura cozida e as duas gemas.
  10. Vá despejando a mistura laranja-fraquinho dentro das claras em neve, envolvendo com cuidado até homogeneizar. Incorpore também o queijo ralado e acerte o tempero. Às colheradas, deite essa nuvem nos ramequins, cuidando para não encher demais.
  11. Leve o tabuleiro com os ramequins ao forno e, com cuidado, despeje a água quente dentro da forma para fazer o banho-maria.
  12. Não tenho como precisar o tempo de cozimento, mas estará pronto quando subir e dourar. Fica muito leve e delicado.


16 comentários em “Suflê de Cenoura

  1. Silvia Arruda

    Hummmmm!! Qdo Dadi entra na cozinha e quer improvisar, só dá maravilhas (como a coroa delicada.. hummm :P). Já anotei a receita do suflê de cenoura, com certeza deve ficar delicioso.
    Bjos, flor!

    Responder
  2. Leilah

    Esse suflê ficou mto fofinho, com um jeitinho bem dadivoso de ser…rs!
    Vc acha q com essa receita dá pra variar os sabores, como chuchu (sabor no chuchu é ruim hein!rs), couve-flor, abobrinha, etc? Pq tenho uma receita básica de suflê aqui q chamo de sofrê de tanto trabalho q dá…essa sua receita tá mto fácil, vou adotá-la!
    Beijos, Dadi!! =)

    Responder
  3. Márcia

    Dadi, queridíssima, embora seja legume, a cenoura até que tem entrada (meio) permitida em minha refeição, embora isso raramente aconteça, é verdade.
    Mas vc faz as coisas parecerem tããão deliciosas, que dá vontade de comer pra agora!!!
    Receita impressa, vamos ver se sai em breve…
    beijão!!!

    Responder
  4. Dadivosa

    Leilah, acho que o chuchu pode ficar muito aguado. Será necessário diminuir a quantidade de molho branco, ou mesmo aplicá-lo aos pedacinhos em vez de bater no liquidificador. Recomendo o uso de um legume um pouco mais seco para não prejudicar a textura, ok?

    Eliana, é muito simples mesmo, você vai tirar de letra!

    Márcia, não vejo a hora de saber como ficou :D

    ;***

    Responder
  5. Fernanda Lehmkuhl

    Querida Dadivosa!
    É a primeira vez que escrevo, mas já faz um bom tempo que sou sua leitora assídua.
    Gosto muito de suas receitas, de suas dicas e de ti, mesmo sem te conhecer.
    Não pare de escrever, este é um dos meus sites favoritos!
    Parabéns e muito obrigada!

    Responder
  6. Renata

    Dadivosa, mais do leio do que comento por aqui, mas você está na minha lista de visitas diárias obrigatórias. =)
    Adorei a receita do suflê, já sei o que vou fazer com as cenouras que tenho na geladeira. =)
    Usei abóbora para fazer a sua receita de coroa delicada e ficou muito bom. Bjs!

    Responder
  7. Dadivosa

    Luna, se algo tem de estufar, que seja o suflê, e não nossas cinturinhas :D

    Fernanda, seja muito bem-vinda! Obrigada pelas visitas todas e pelo comentário gentil.

    Patrícia, é mesmo? Achei que a batata reinava absoluta por aí! Da próxima vez que empregar o ingrediente, lembrarei de você.

    Renata, abóbora na Coroa Delicada? Hmmmm, deve ter ficado muito apetitoso!

    Mariana, quem sabe você não se anima, hein? Fico só a imaginar as fotos espetaculares que você produziria de seus cozinhados :)

    Tania, seja bem-vinda!

    ;***

    Responder
  8. Carol

    Sou estudante não só na profissão como na cozinha, porque agora cismei que quero aprender a cozinhar! Um dia estava procurando na internet uma receita que levasse cenouras (para acabar com o que restava na geladeira), achei essa e fiz agora há pouco. Claro que em república de estudante não tem noz-moscada, folha de louro e muito menos ramequins, assim tive que adaptar a receita: temperei apenas com sal e umami (o popular Ajinomoto) e coloquei tudo em um só refratário. Mesmo com o forno pré-aquecido e em temperatura alta demorou muito para dourar, além disso, exagerei um pouco no sal. Aida assim, o suflê ficou bem gostoso! Já achei outras receitas aqui que são fáceis de fazer, como beterraba assada com gorgonzola

    Responder
  9. Carol

    Sou estudante não só na profissão como na cozinha, porque agora cismei que quero aprender a cozinhar! Um dia estava procurando na internet uma receita que levasse cenouras (para acabar com o que restava na geladeira), achei essa e fiz agora há pouco. Claro que em república de estudante não tem noz-moscada, folha de louro e muito menos ramequins, assim tive que adaptar a receita: temperei apenas com sal e umami (o popular Ajinomoto) e coloquei tudo em um só refratário. Mesmo com o forno pré-aquecido e em temperatura alta demorou muito para dourar, além disso, exagerei um pouco no sal. Aida assim, o suflê ficou bem gostoso! Já achei outras receitas aqui que são fáceis de fazer, como beterraba assada com gorgonzola, assim acho que vou me arriscar mais vezes na cozinha e no fogão. Parabéns pela receita!
    Bjo

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Post aleatório

Procura-se Picadora

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail