Namorado Crocante em Cama Quentinha

É uma pena que os textos das receitas publicadas no site do programa Menu Confiança sejam assim, tão desabridos, burocráticos, sem sal. Adoraria que a redação fosse mais cuidadosa, com explicações um pouquinho mais claras, quem sabe com os comentários divertidos e um pouquinho do sotaque do Claude Troisgros.

Ontem, enquanto preparava esse Namorado Crocante com Molho Antiboise, tentei lembrar de alguns detalhes do programa assistido há um tempo (o azeite ia todo para o refogado, ou uma parte era adicionada no final? quanto vai de urucum, uma pitadinha ou uma pitadona? o trigo empana o peixe todo ou só um lado?), mas tudo o que me vinha à mente era o sotaque do homem: namorrádo, crrocõntch, orrientále, tomááta…

Tirando o fato de que estorriquei metade dos filés, e que a quantidade de ovos (quatro, para besuntar quatro filés de um lado só!) devia estar errada, o prato é facílimo, rápido, uma delícia e não exige nenhuma habilidade de chef. É divertido empanar dum lado só com cubinhos de pão e esse molho, ah, esse molho antiboise deixou o peixe ainda mais gostoso, oferecido, cheio de preguiça, facinho-facinho, como se tivesse acabado de acordar, ainda na cama quentinha.

A receita original está lá no site do programa, para cadastrados. Partilho aqui, com o Leitor e a Leitora, como o prato foi reproduzido em meus domínios:

Namorado Crocante (para 2)

Ingredientes:

  • 400g de namorado, em 4 filés
  • sal e pimenta a gosto
  • farinha de trigo para empanar (calculo mais ou menos meia xícara, um pouco deita-se fora, não há muito jeito)
  • 1 ovo
  • 3 fatias de pão de forma
  • azeite para grelhar o peixe

Como fazer:

  1. Com uma faca de serra, corte as fatias de pão em cubos bem pequenos e deixe-os num prato fundo.
  2. Tempere os filés com sal e pimenta. Noutro prato, despeje a farinha de trigo e passe os filés por ela, dando batidinhas em seguida para tirar todo o excesso. Gosto de deixar só uma camada bem fininha, só para tirar a umidade o suficiente para o peixe se agarrar com o ovo.
  3. Num terceiro prato, bata o ovo ligeiramente, só até misturar. Pegue cada filé com as duas mãos e delicadeza, encoste um dos lados no ovo para molhar e fazer uma cola e, em seguida, pressione o filé nos cubinhos de pão, lado com ovo para baixo, e reserve.
  4. Aqueça um fio de azeite na frigideira em fogo beeeeem baixinho e deite ali o namorado, lado com pão para baixo, até dourar. Em seguida, adicione mais um fio de azeite e, ainda no fogo baixo, grelhe a outra banda, aquela que ficou pelada. Nos primeiros eu fiz certo, fiquei de olho, volta-e-meia afastava a frigideira do fogo, juntava mais um pouco de azeite e o pão ficou linda e delicadamente tostado. Da metade pro fim, entretanto, atendi telefone, botei a mesa, relaxei, me achei a supercompetente, fiquei de frozô, de trelelê e carbonizei, praticamente ‘asfaltei’ o empanado. Com muito custo, consegui separar o piche do peixe, troquei de frigideira e finalizei o cozimento, de modos que metade da receita virou somente um namorado grelhado envolto numa nada sutil ‘névoa ambiente com toques de fumacê’. Ao Leitor e à Leitora, recomendo concentração e que deixem para grelhar o peixe quando tal do molho antiboise estiver no jeito, só para garantir :)
Molho Antiboise
Se o peixe eu fiz tal e qual, minha memória, a despensa e o supermercado faltaram comigo, de modo que algumas substituições foram necessárias.
Ingredientes:
  • 4 tomates sem pele nem sementes, em cubinhos
  • 1/2 colher de cebola beeeeem picadinha
  • 1 dente pequeno de alho picado
  • 60 ml de vinagre de vinho tinto
  • 30 ml de molho de soja
  • 75 ml de azeite extra virgem (desculpem-me pelos números quebrados, é que fiz metade da receita)
  • 1 colher de chá de grãos de mostarda (a receita pede coentro em grão, mas não havia para comprar)
  • Pimenta malagueta ou Mole Mexicano a gosto (esqueci!)
  • 1/2 colher de chá de colorau (não tinha urucum em casa, uma pena)
  • Salsa picada (aqui foi a memória mesmo, acabei por usar orégano fresco da micro-horta e ficou ótimo)
  • Sal a gosto (recomendo uma pitadinha de nada junto com a cebola, ou que você adicione só no final, pois o shoyu já é salgado)

Como fazer:

  1. Numa frigideira grande, aqueça o azeite. Nele refogue a cebola e o alho. Quando estiverem transparentes, adicione o tomate. Deixe cozinhar em fogo baixo por 20 minutos. A receita mandava cobrir a frigideira, li errado e deixei descoberta, mas não deu problema.
  2. Desligue o fogo, incorpore os demais ingredientes, prove o sal e sirva.

No programa, o Claude serviu esse peixe com vagem oriental, que nada mais é do que o vegetal frito rapidamente numa panela repleta de óleo fumegante. Deve ser bom, mas preferi cozê-las no vapor. Para servir, arrume as vagens no prato, cubra com um pouco do molho e coroe tudo com o namorado crocante, todo pimpão.



18 comentários em “Namorado Crocante em Cama Quentinha

  1. Priscila Lenhago Beneducci Afonso

    Oi sempre passo por aqui a muito tempo. Só que não tinha deixado um recadinho ainda.

    Parabéns por publicar uma receita do Claude Troiagross, eu também curto muito. Lendo sua receita, me deu dor na conciência, faz um tempão que não faço peixe aqui em casa. Valeu Beijos Priscila

    Responder
  2. Dadivosa

    Fer, você precisa fazer esse molho! Cace aí no Farmers Market os tomates do fim de verão e ‘mande a brasa, fiilha’:)

    Priscila, seja muito bem-vinda! Obrigada pelas visitas e pelo comentário. Depois nos conte como foi a volta dos pescados em sua cozinha ;***

    Responder
  3. Gra

    Eu tinha que comentar….. Eu também assisto o Menu Confiança, mais por causa do sotaque do chef francês, do que pelas receitas…. E eu vi essa receita, pode ficar tranquila pois a tua ficou igualzinha a do Claude. Pelo menos na foto!!!!!! Bjos, adoro seu blog, sempre passo por aqui pra dar uma espiada….

    Responder
  4. Dadivosa

    Eduardo, não sou uma fazedora de receitas do Claude tão assídua quanto a Faby do Rainhas, mas posso dizer que as que fiz deram muuuuuito certo!

    Gra e Joana, obrigada pela visita e pelas palavras doces.

    Faby, bem lembrado, acho que vou! E você precisa fazer o namorrrrado do Claude e publicar no Rainhas também :)

    Luciana, a beleza dessa receita é que dá para fracionar as quantidades numa boa. De repente você prepara filés de frango bem fininhos (para garantir que cozinhem adequadamente) para eles e um namoradão pra você, que tal?
    ;***

    Responder
  5. Helena Amaral

    Olá!
    Sou apaixonada pelo seu jeito gostoso de escrever….
    E o Claude?…será que existe um francês mais fofo do que ele???
    Eu assisti a esse programa e fique interessada na receita .
    Je vais l´essayer…..
    Um grande beijo,
    Helena

    Responder
  6. Susana B.

    Olá,
    conheço o sue blog à pouco tempo, mas já venho aqui regularmente. Hoje deparei-me com esta receita (maravilhosa!!) e fiquei curiosa com uma coisa. Namorado é algum peixe do Brasil? Não conheço nenhum peixe em Portugal com esse nome. Que tipo de peixe é? Mais duro, mais mole? Posso substituir por pescada ou salmão?
    Agradeço a sua resposta, pois gostei muito da receita.
    Um Abraço.
    Susana.

    Responder
  7. Dadivosa

    Helena, depois conte como ficou seu namorrrrááda :)

    Suzana, seja bem-vinda! Fui procurar saber mais sobre o namorado e, aparentemente, é um peixe de águas tropicais mesmo. Ele é macio e suculento, suas ‘fibras’ (se é que posso falar assim) são um pouco mais longas do que as da pescada. Creio que você pode usar qualquer outro peixe branco (robalo, linguado…). Já o salmão… não consigo imaginá-lo por debaixo dessa crosta, acho que ficaria um pouco deslocado. Se tiver qualquer dúvida, é só falar!
    ;***

    Responder
  8. Roberta

    Dadivosa,

    Fiz essa receita no Domingo! Ganhei muiiiiitos elogios do maridão!
    Dá uma passadinha lá no blog para conferir o resultado!!
    Obrigada por essa delicia!!!
    beijo gde

    Responder
  9. Roberta

    Dadivosa,

    Fiz essa receita no Domingo! Ganhei muiiiiitos elogios do maridão!
    Dá uma passadinha lá no blog para conferir o resultado!!
    Obrigada por essa delicia!!!
    beijo gde

    Responder
  10. Cirlei

    Olá Dadivosa
    Sempre venho fazer uma visita e ver sua receitas,mas nunca tinha deixado um recadinho.
    Gostei muito do seu site, do seu jeito de escrever. Parabens!
    Linkei voce no meu blog de culianaria diet, tá? Espero sua visita,viu?
    bejinhos
    Cirlei

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Post aleatório

Almoço de Natal

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail