Mini-sanduíches quentes de salsicha com molho

Minha idéia era misturar comidinhas mais ou menos cafonas com coisas de festa de criança. Porém, como boa neta da vó Dinah, superestimei o apetite dos comensais e quando os cinco queridos convidados retornaram aos seus lares deparei-me com uns vinte pãezinhos intocados no saco de papel e mais ou menos três quartos do preparado para o cachorro-quente (não gosto desse nome, não) ainda na panela.

Reproduzo aqui a receita completa, que você pode alterar, diminuir e acrescentar ingredientes à vontade. E se sobrar, pode congelar tranquilamente.

Ingredientes:
24 salsichas
1 caixa de purê de tomates (mais ou menos 400g)
1 cebola pequena em fatias finíssimas
1 colher de sopa de óleo
pitada de orégano seco
pitada de manjericão seco
1 colher de sopa de mostarda escura
1 colher de chá de mostarda amarela
1 pitada de sal

Como fazer:
1. Corte as salsichas em rodelinhas e reserve.

2. Aqueça o óleo em uma panela grande (com capacidade para uns 3 litros). Coloque ali a cebola, uma pitada de sal e deixe amolecer em fogo baixo. O sal faz a cebola liberar seus líquidos, evitando que doure ou queime. Nessa receita, a idéia é que a cebola fique muito suave, desaparecendo no molho.

3. Quando a cebola estiver murchinha e macia, adicione as salsichas e refogue um pouco, só para aquecer.

4. Adicione o purê de tomates,  pouco de água (usei uns 200 ml), as mostardas e as ervas.

5. Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo, olhando e mexendo de vez em quando só para desencargo de consciência.

6. Estará pronto quando as salsichas estiverem bem inchadas e o molho tiver engrossado um pouco.

Para rechear os pãzinhos, resolvi usar a técnica do buraco-quente (um outro sanduíche que merece ser comentado outro dia). Com uma colher de chá, fiz um buraco num dos lados do pão (como um túnel, só que sem atravessar para o outro lado) e fui colocando as rodelinhas pacientemente por ali. Dá para colocar umas cinco, seis rodelinhas em cada pão. Lembre-se de colocar um pouco de molho junto (mas não demais, para não encharcar).

A vantagem? Fica mais bonito, oras! E não escorre quando a gente morde :)



6 comentários em “Mini-sanduíches quentes de salsicha com molho

  1. Dadivosa

    Oi, Raul. Conheço como “porco-espinho”. Eles eram assim chamados, segundo o meu tio, porque o máximo do luxo era espetá-los numa meia-esfera de isopor (ou qualquer metade de fruta grande e esférica) forrada com papel alumínio. Eu ia fazer, mas investi o tempo de que dispunha para enrolar os brigadeiros e beijinhos :)

    Responder
  2. Renata

    ok, ok… por que que não veio cachorro quente na marmitinha??!! :)) brincadeira!
    estava tudo muito bom!!! dadivosamente delicioso!!

    Responder
  3. Dadivosa

    Pois é, Renata! Esqueci de comentar que justamente o que mais sobrou foi o que ninguém levou pra casa!
    O que não fazem uns “shortinhos” de destilado na cabeça de uma senhora dona-de-casa, não é mesmo?
    Com o advento da Absolut Kurant, a preparação do farnelzinho ficou seriamente prejudicada! E acabei não guardando bolo pra mim. Precisamos promover outros encontros desses para aprimorar nossas habilidades marmitescas!!! hahaha

    ;***

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Post aleatório

Trabalenguas

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail