Sonho de Consumo: Governanta

Cansam-me sobremaneira certas interações do cotidiano doméstico.

Contrataria imediatamente um serviço que me entrevistasse uma única vez e desse conta de minhas preferências e necessidades domésticas, desde que eu não precisasse “interagir”.

Seria uma espécie de agência de serviços do lar, com um bom acordo de nível de serviço, idoneidade e capricho acima de qualquer suspeita.

A comunicação com a Central, quando necessária, poderia ser feita por e-mail, SMS, telefone ou programas de mensagem instantânea e as tarefas ocorreriam no período em que não estou em casa, sem necessidade de orientação ou supervisão.

Como ainda não vi tal maravilha, sonho em  ter uma governanta, cujos papel e encanto foram bem explicados pela Danuza Leão:

“(…) Contratar, ensinar como a casa funciona e demitir, quando for o caso. É ela quem vai ensinar onde são guardadas as bandejas, o que combina com o quê, qual a travessa do arroz, o ponto certo do rosbife, se o café é fraco ou forte…

(…) E como fazer entender, sem verbalizar, que a geléia de morango (nacional) ela pode usar – e abusar -, mas que a inglesa, de pétalas de rosa, não pode? E o problema social, como fica? E a culpa? Para isso, só contando com uma governanta.”

O texto da Danuza foi publicado na Revista Cláudia e pode ser lido na íntegra aqui.



11 comentários em “Sonho de Consumo: Governanta

  1. Vicki

    Ai, eu sou assim, mas em relação ao trabalho: preciso falar com os fornecedores (no meu caso, hotéis de todo o Brasil) e daria tudo para poder fazer tudo via internet, sem precisar falar com todo mundo o dia todo, apenas usando um programinha de computador… Já em casa eu dou muita sorte, pois minha ajudante é tudo de maravilhoso, adivinha meus desejos e ainda ama meus gatos. A exceção é aquela que não tem como evitar, de objetos guardados em lugares mais bizarros, mas esse não tem jeito mesmo. beijo

    Responder
  2. Ana

    Dadi,

    Acho que esse é mesmo de 9 entre 10 donas de casa. O “feijão-com-arroz” numa casa pode ser extremamente cansativo. Tem dias que tenho tantas coisas pra fazer que não quero sequer ter que pensar no que as crianças vão comer…rs.

    beijo,

    Responder
  3. Ana

    ops, faltou a palavrinha mágica na frase:

    Acho que esse é mesmo o sonho de 9 entre 10 donas de casa!

    é a pressa, menina.

    ;0)

    outro beijo,

    Responder
  4. Leilah

    Ai Dadi, eu sonho com uma mensalista, pq diarista não dá, elas não têm tanto zêlo, acho q pela falta de “compromisso” com a gente…o serviço sempre deixa a desejar pq não há o interesse de dedicar-se, sabe…é mto mecânico….já alguém que esteja mais ligada emocionalmente à nossa casa rende grandes surpresas…já tive uma secretária do lar que até picava frutinhas pra mim e trazia no escritório (trabalho em casa) e cuidava dos meus cachorros como ninguém…mas sabe como é, um raio não cai no mesmo lugar 2 vezes…se cai é sorte demais! Bjos e que seu sonho de consumo se concretize!! =)

    Responder
  5. Márcia

    kkkkkkk
    Qdo li a revista, no avião para o carnaval de SSA, virei pro marido e disse: olha, me dá uma dessas de presente, faz favor?
    Ele morreu de rir, e eu adorei esse texto dela.
    Beijos, querida!

    Responder
  6. Lilian

    Já a minha cunhada, diz que quer uma empregada de novela do Manoel Carlos, kkkkkk, elas são maravilhosas, vcs não acham?

    Responder
  7. Ruth


    Domingo é dia que visito teu site,hoje estou literalmente com o olho grudado(garrei uma conjuntivite)nele.Achei bem bom a receita da laranja com canela,vou me aproveitar da paciencia do babo para fazer pois se deixar por minha conta vai toda a casca branca né.um beijão ,continue escrevendo voce é oootima filhona!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail