Picanha no Vinho

Registro fotográfico não há, infelizmente. Mas o Leitor e a Leitora carnívoros hão de testar essa receita tão simples e perfumada. O segredo está tão somente em adquirir uma carne de boa qualidade. De resto, pouquíssimos acessórios e nada de trabalho.

Ingredientes:

1 kg de picanha da melhor qualidade

2 cebolas pequenas em rodelas, meias-luas ou fatias

1/2 garrafa de vinho tinto seco

1/2 colher de chá de sal (é isso mesmo, meia colherinha de chá, nada mais)

Como fazer:

  1. Numa vasilha de vidro, deite a picanha, cubra com as cebolas e o vinho. Dê uma revirada e polvilhe a pitada de sal sobre a parte da carne. Deixe marinar pelo tempo que puder. Se conseguir algumas horas, excelente. Em meu caso, foram trinta minutos que funcionaram muito bem.
  2. Preaqueça o forno em temperatura média para baixa.
  3. Retire a picanha da marinada e sele-a. O processo consiste em esquentar bem uma frigideira ou chapa, deitar ali a picanha pelo lado da gordura para fazer sssssshhhhhhhhh, depois virá-la só para sapecar e prender os sucos por dentro.
  4. Acomode a picanha num refratário com a gordura para cima, junte o líquido e as cebolas da marinada, cubra com papel alumínio e leve ao forno por uma hora, espiando na metade do cozimento só para sentir o aroma e regá-la com um pouco do vinho.
  5. Corte em fatias e sirva.


29 comentários em “Picanha no Vinho

  1. Vicki

    Me desculpe, amiga… isso e covardia! Sabe aquelas coisas simples e que impressionam? Na fase atual que estou, meio sem tempo para a cozinha – algo aconteceu, ontem consegui solar uma tortinha de liquidificador!!! – essa receita vem bem a calhar para minhas intenções de impressionar que ando planejando… Um beijo

    Responder
  2. Márcia

    dadi, amiga,
    concordo que em se tratando de picanha, mínimo é mais!
    Já peguei a dica de preparo, vamos ver se fica o meu fica tão bom quanto o que vc relatou…
    Tudo ok na sexta, né?
    beijos, beijos!

    Responder
  3. Ricardo

    Menina, concorrência desleal não vale.
    Seguinte, já fiz picanha de todo jeito, inclusive ao vinho. Numa delas, resolvi incluir na marinada, além das cebolas, umas linguiças de pernil (do tipo frescal) furadas com o garfo e uns pedaços de toucinho, que foram juntos para o o forno. No mais, uns tempericos. Ficou um negócio.

    Abraços.

    Responder
  4. Diego

    Adorei! Essa até um “destemperados” que não sabe nada como eu consegue. Vou tentar.

    Esses dias comi uma picanha temperada de véspera no Parador que era de chorar de tão boa. O meu problema é que esperar 30 minutos pra marinar já é uma tortura. Um dia então…NEM PENSAR! Hehehe.

    Beijos
    Diego

    Responder
  5. Anne

    Fiz a receita da Picanha no vinho (só não resisti e coloquei mais sal, quase uma colher de sopa). Ficou uma delícia!
    Muito boa a dica!
    Obrigada,
    =^.^=

    Responder
  6. Diogo

    Eu não preciso de foto pra visualizar essa receita. Na medida em que ia devorando as etapas da receita, a imagem da picanha vinha na cabeça!!!

    Bjos, amei,

    Diogo

    Responder
  7. Silvia

    vc sumiu???? escafedeu-se? que pasa, cariño?
    ainda não consegui um minuto pra te levar as revistas, mas não esqueci não!
    beijoca
    Silvia

    Responder
  8. Eugenia

    Dadizinha, tá tudo bem com vc? Põe um post só pra dizer q tá viva…risos…

    Eu ontem lembrei de vc pq tive um ataque de dadivosa e fiz um brigadeirão c mt carinho p os amigos!

    Beijos!

    Responder
  9. Eder

    Não tem coisa que eu goste mais do que picanha e vinho. Os dois juntos então.
    Cadastra a receita lá no Pitada.com. A comunidade de cozinheiros certamente irá apreciar.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail