Pesto de Nozes sem Alho

Tem dias em que, além de bater um bolinho, agarra-me uma vontade de bater temperos no pilãozinho. Foi por isso que ontem, em pleno feriado em São Paulo, pus-me a preparar uma receita ultra-rápida e saborosa para o almoço.

Comprei um belo maço de manjericão fresco, pus água a ferver para a massa curta e atirei-me ao prazer da batucada aromática.

Subverti a receita original, no entanto:

  • Tenho uma certa aflição de comer alho cru e evito-o sempre que posso. Acho que no pesto, particularmente, fica muito pesado e indigesto. Pulei essa parte.
  • Troquei os pinoles por nozes e o sabor ficou ótimo. Da próxima vez tentarei com castanha de caju.
  • O parmesão da receita original foi suprimido por pura falta de memória. Olvidei-me de comprá-lo quando fui buscar o manjericão, mas não achei que fez muita falta no resultado final, pois as nozes deram uma textura interessantíssima.

A receita fiz a olho, não tem muito como precisar os ingredientes. Mas tentarei dar as indicações para que a leitora e o leitor pelo menos tenham um guia de como fazer.

Ingredientes:

  • um punhado generoso de folhas frescas e lavadas de manjericão (deve ter dado umas 40 folhas)
  • 1/4 xícara de nozes
  • 6 grãos de pimenta-do-reino branca
  • 1 colher de chá de sal grosso
  • 2 colheres de sopa de azeite para misturar e mais (a gosto) para finalizar

Como Fazer:

  1. Leve todos os ingredientes ao pilãozinho e entregue-se àquele bate-soca-esmaga terapêutico com vontade.
  2. O sal grosso ajuda a triturar as folhinhas, parece mágica!
  3. Prove para ver se está de acordo com seu gosto, adicionando mais deste ou daquele ingrediente,se preferir. Normalmente utiliza-se mais azeite, mas minha idéia era obter um molho mais levinho. Faça o seu como preferir.
  4. Quando escorrer a massa, que deve estar al dente, lembre-se de guardar um pouco da água quente (umas duas colheres de sopa servem). Ela vai ajudar a envolver melhor o molho. No meu caso, coloquei essa água dentro do pilãozinho, junto com o pesto, e em seguida misturei tudo à massa.
  5. O processo todo levou uns 20 minutos, desde a hora em que coloquei a água para ferver. Muito prático, não? E não suja quase nada de louça, ponto fundamental quando se está com preguiça, sem assistente, ou ambos :)


13 comentários em “Pesto de Nozes sem Alho

  1. Dauro

    Hmmm! Se isso já deve ser gostoso sem alho, imagina com alho, que adoro! Ah, uma dica de sobrevivência na selva: dizem que o alho, quando comido em quantidade, afasta os mosquitos. E assim previne a malária. Deve afastar o parceiro também, a menos que ambos comam juntos ;)

    Responder
  2. Maria Helena

    Dadivosa!! adorei!!

    Eu – como não poderia deixar de ser – ja tive o “mico do pesto” na era pré-blog (fora o mico da batata rosti, ja conhecido por todos.) Não tenho pilão e resolvi improvisar… resultado: MICO! rs

    Preciso providenciar um pilãozinho pra mim, com urgência.

    Aff e o que é esse quibe aqui debaixo?? Sempre bom cortar as friturinhas, excelente dica.

    Beijocas!

    Responder
  3. Dadivosa

    Gilmara, seja bem-vinda! Obrigada pela visita e pelo comentário carinhoso.

    Carol, eu também gosto de alho, mas cru não me desce bem, fiiiilha :)
    Você libertou mesmo a sua Dadivosa, hein? Estou gostando de ver, querida!

    Gorete, a minha maior aflição mesmo é de coentro… me dá arrepio só de falar!

    ;***

    Responder
  4. Fer Guimaraes Rosa

    Fer, eu ja eliminei o alho do meu pesto ha anos. nao vale a pena o gosto na boca e realmente [pra mim] nao faz falta. adoro usar outros produtos tbm, nozes e pistachios no lugar dos pine nuts. e ruculs no lugar do manjericao. so nunca fiz no pilao, mas qualquer dia ousarei! ;-) beijos!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail