Oeufs en Cocotte

Sou doida por um ovinho. Não tanto quanto o Babbo, que na época da faculdade ganhou dos irmãos a alcunha de Lagarto por chegar tarde da noite da aula, esbaforido, esfomeado e não contar tempo para devorar alguns (vários) ovos cozidos-fritos-estrelados-com arroz-no pão-com purê de batata-com restinhos-mexidos… não chego aos pés da empolgação de meu pai quando jovem (hoje ele anda bastante mais comedido) mas, como ia dizendo, gosto que me enrosco dum ovinho.

E gosto deles com aquela gema-molho que escorre entre os grãos de arroz ao ser furada, a gema-piscininha para espetar tiras de pão tostado ou mergulhar a ponta do aspargo, a gema-tremelicante do ovo estrelado que se espalha pelo prato, invade a área de seus acompanhantes e, espaçosa, tinge de amarelo os arredores. Gema cozida, só em casos muito especiais, casos esses que serão objeto de outros escritos. Por enquanto, compartilho com o Leitor e a Leitora receita fácil e manjada, mas não por isso menos deliciosa, de charmoso e digníssimo nome francês, esses ovos encumbucados no forno, os oeufs en cocotte:

Ingredientes (para uma porção):

  • 2 colheres de sopa de creme de leite fresco
  • 1 ovo fresco e de boa procedência
  • sal
  • pimenta-do-reino branca moída na hora
  • ciboulette (aquela cebolinha verde bem fina, ou a erva de que você dispuser)

Como fazer:

  1. Preaqueça o forno a 200ºC e coloque água para ferver.
  2. No fundo dum refratário individual, coloque o creme de leite. Quebre o ovo e deite-o ali, com cuidado. Um tico de sal e pimenta moída na hora, um salpico de ciboulette (exagerei, ficou um verdume só, mas ficou bem gostoso ainda assim).
  3. Coloque o refratário dentro de outra forma ou tabuleiro, leve as duas ao forno e despeje a água fervendo na forma maior, até mais ou menos metade da altura da forma pequena. Mais fácil de fazer do que escrever, vai por mim.
  4. Espie de vez em quando, pois cada forno tem suas manias e o tempo pode variar. Pode retirar quando a clara solidificar e a gema ainda estiver molinha.
  5. Aproveite a quentura do forno e toste umas tiras de pão para mergulhar na piscininha da gema mole e folgada.


4 comentários em “Oeufs en Cocotte

  1. Deborah Mattos

    Parece gostoso sim, quero muito testar.
    Acho que você conseguiria descrever melhor a parte de refratorio num refratorio, agua no maior se você escrevesse cozinha em banho-maria. ;D

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail