Flan + Mousse = Flousse

Flan-mousse de iogurte

O excesso de zelo na cozinha, querida leitora e querido leitor, pode trazer resultados inesperados.

Veja que uma receita de flan de iogurte e mel, ao ser executada com fervor, acabou por transformar-se numa espécie de mousse, um castelo prestes a desmantelar-se a qualquer momento.

Feliz ou infelizmente, tive tempo de capturar um instantâneo desta singela sobremesa, doravante chamada pelo carinhoso apelido de “flousse”.

Minha flousse foi elaborada a partir de uma receita que levava creme de leite fresco, que não tinha em casa no momento e acabei por usar somente o iogurte natural. Se preferir adicionar umas calorias à sobremesa, experimente usar metade de iogurte, metade de creme de leite.

Minha idéia inicial era fazer uma calda de pitangas, que devo testar em breve, mas acabei por usar amoras congeladas.

A flousse não é a coisa mais esplendorosa do mundo em termos de sabores, mas serviu ao propósito de adoçar o bico sem agregar centímetros à cinturinha. É, portanto, um fecho delicado para refeições idem.

Ingredientes:

  • 1 envelope (12 g) de gelatina em pó sem sabor
  • 1/4 de xícara de água
  • 500 ml de iogurte natural (ou 250 ml de iogurte + 250 ml de creme de leite fresco)
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 1 colher de chá de essência de baunilha (ou menos, se preferir)

Para a Calda:

  • 1 xícara de amoras congeladas + algumas inteiras para decorar
  • 1/2 xícara de água
  • açúcar a gosto (usei duas colheres de sopa, pois não sou muito formiga)

Como Fazer:

  1. Hidrate a gelatina com a água em uma vasilha de vidro ou refratário, de acordo com as instruções da embalagem.
  2. Enquanto isso, leve o iogurte e o mel ao fogo para aquecer, sem deixar ferver.
  3. Leve a gelatina ao microondas por 15 segundos para derreter, ou derreta-a em banho-maria.
  4. Quando a misturinha de iogurte estiver quente, coloque-a numa vasilha média, adicione a gelatina e coloque a vasilha média dentro de uma grande, cheia de gelo, para acelerar a gelificação.
    Foi aqui, amiga(o), que me empolguei!
    Na receita original recomendava-se mexer a mistura até ficar com consistência de clara de ovo crua. Mexer, não bater!
    Mas nããão!!!! Meus instintos de bater bolinho por vezes sobrepujam a precaução de ler atentamente as receitas e pus-me a girar vigorosamente o batedor de arame como se estivesse a produzir claras em neve. Foi mais forte do que eu. À medida que a mistura esfriava transformava-se numa linda nuvem. E eu, extasiada, contemplava e batia mais. Mas sigamos com a receita.
  5. Caso opte pelo creme de leite fresco, bata-o em chantili antes de adicioná-lo à misturinha. Como usei somente iogurte, não precisei bater nada. Incorporei à mistura e levei à geladeira em forminhas individuais.
  6. Para a calda, leve as amoras com a água e o açúcar ao fogo e deixe ferver por uns cinco minutos. Bata no liquidificador, coe se preferir e decore a flousse. Use as amorinhas restantes para decorar.


26 comentários em “Flan + Mousse = Flousse

  1. valentina

    Adoçar o bico, o empolgamento..Ah, o poder das tuas palavras.~Este flousse me fez cair enamorada. Tenho que consertar a impressora para colocar receitinhas no meu caderninho.(colo, nao copio mais pois a preguiça se torna maior a cada dia).

    Responder
  2. Dadivosa

    Regina, usei minhas Tupperware sim. Tenho duas dessas belezinhas. O resto foi para uma forma maior :)

    Turbolenta, que ótimo! Esse marronzinho é mesmo um sucesso, né? Nunca falha.

    Valentina, eu guardo as minhas numa pasta, no computador. Como sou desastrada por demais e não quero transformar o notebook numa sucursal do Mercado Municipal, cheinho de comidas mil entre as teclas e circuitos, acho que vou adotar seu método de imprimir e guardar :)

    Maria Helena, é que cozinhar, pra mim, até quando é ruim é bom!
    ;***

    Responder
  3. Dadivosa

    Ana, se a Tomie adora mel, recomendo que você diminua a quantidade de baunilha para que o sabor dele apareça um pouquinho mais.
    Amei o “fofa sem nos deixar fofas”ahhaha
    beijos

    Responder
  4. Akemi

    Dadi, como sempre seus posts são de matar qualquer sombra de mal-humor! Tira o stress de qualquer um!
    Fiquei aqui a imaginar vc e seu batedor enloquecido! Mas o resultado está apetitoso e o nome da nova sobremesa já emplacou, assim como seus frangonitos!
    Eu também imprimo todas as receitas que gosto. Sabe que foi a minha salvação quando todas as receitas queridas sumiram do Cyber! Também não confio no meu pc. Não dá para confiar na tecnologia! Viva o papel! rss

    Responder
  5. Dadivosa

    Akemi, eu confio na tecnologia só não confio é na minha cabecinha de vento! hahaha

    Carol, dona Gabriela brilha! Ela usa todos ainda? Não quer fazer uma doação? ;)

    ;***

    Responder
  6. Carolina Lima

    Dadi! amo seu blog! D-E-M-A-I-S! só queria perguntar uma coisa….descobri aqui no site o flick do cooking cute…sabe? das marmitas japas? então…vc sabe de algm lugar aqui em são paulo q eu posso encontrar?
    Beijos

    Responder
  7. Karla

    Tá a cara do verão e o nome vai pegar.
    Com o calor que tá por aqui vai ser o maior sucesso,
    vou fazer e aproveitar umas pitangas congeladas pra fazer a caldinha.
    Beijo

    Responder
  8. Dadivosa

    Carolina, seja bem-vinda! Você já experimentou procurar as marmitas na Liberdade? Vi umas bem bonitinhas por lá. Beijos

    Karla, se o nome pegar vou ficar toda boba! hauauaa
    beijos

    Responder
  9. Leilah

    Dadivosa, vim aqui trazida pelo blog das Rainhas, tô sempre lá e te vejo sempre lá tb, e resolvi te visitar e conhecer seu cantinho! Menina! Fiquei doida com as receitas! Eu ando mto sem inspiração e como vc está sempre no maior pique vou aproveitar e ver se me animo tb! Vou voltar sempre! Bjos! =)

    Responder
  10. Leilah

    Dadivosa, vim parar aqui através do blog das Rainhas, sempre te vejo por lá e acho seus comentários mto bem-humorados e resolvi vir conhecer seu cantinho! Fiquei enlouquecida com as receitas e adorei seu astral! Virei sempre! Bjos! =)

    Responder
  11. Márcia

    Dadi, querida,
    depois de sumir por tanto tempo, estou de volta. Aos poucos, mas estou.
    Só tenho a dizer que preciso comer aquele bolo mármore – aaaamo de paixão!!!, adorei o quibinho assado, e achei o arroz perfeito para a ceia de Natal ou reveillon, especialmente pq este ano ambos serão na minha casa…
    Qto ao flousse, além de estar delicioso (tenho certeza), a foto está muito, muito linda!!!
    Beijos carinhosos procê.

    Responder
  12. Gorete

    Dadivosa, os improvisados são sempre o mais bem sucedidos. O inusitado tb faz parte do sucesso. O erro estimula à nova tentativa, na busca do acerto. Sem contar que o errado, às vezes, é o certo; ou seja, é o que resulta melhor, quando a emenda fica melhor que o soneto. Bjs

    Responder
  13. Dadivosa

    Leilah, seja muito bem-vinda! Você deve ter botado reparo que sou fã das Rainhas, né? Sinta-se em casa aqui também e obrigada pela visita.

    Márcia, que bom que voltou! Sabe que quando fiz o arroz nem pensei nessas festividades? Eis uma boa idéia mesmo, né? O bolinho mármore já acabou, mas faço outro pra você qualquer dia desses :)

    Gorete,concordo com você. Não sei se ficou melhor do que o original, mas só o fato de me divertir tanto fazendo já valeu, né?

    Beijos
    ;***

    Responder
  14. vania bernardes

    olá boa noite,procurava por falso chantili e encontrei vc coom esse maravilhosos+ dom+ culinario+humoristico ,vc é muito chic ,um grande abraço e continue sempre assim,que os azedos da vida nunca te corrompam.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Post aleatório

Brigadeiro da Yuli

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail