Filé na Cerveja Preta com Ervilhas

Esses escalopinhos tomam pouquíssimos minutos do tempo precioso da cozinheira e, muito importante, não provocam balbúrdia na cozinha.

Para fazê-los não há bem uma receita. Temperam-se os filés com sal e pimenta, leva-se uma frigideira para aquecer em fogo forte com um fio de azeite, deitam-se os filés para que dourem dum lado, depois do outro. Quando estiverem no ponto, uma rega de cerveja escura traz à tona os sucos que haviam se prendido no fundo da frigideira formando um delicioso molho. Mais uma fervura e está pronto.

Já as ervilhas necessitam de um bocadito a mais de atenção no preparo, como o Leitor e a Leitora podem acompanhar:

Como Fazer Ervilhas Tortas Crocantes

  1. Para que fiquem gostosas, essas verdinhas precisam estar novas e tenras. Um pouco de prática de feira ajuda, mas não é fundamental. Basta certificar-se de que elas estejam lisinhas, sem fibras aparentes, rachaduras ou ressecamentos.
  2. Lave-as bem e delicadamente.
  3. Com uma faquinha afiada, dê um pequeno talho numa das pontas sem desprendê-la totalmente e puxe o fiapo que ficar. Repita o processo na outra ponta. Ora puxará um fiapão, ora puxará um fiapim, pois a parte fibrosa varia de unidade para unidade.
  4. Leve ao lume uma panela com três dedos d’água. Sobre ela, uma vaporeira (aqueles utensílios furadinhos próprios para o cozimento no vapor), uma peneira ou escorredor de macarrão (desde que não seja de plástico!!!). Deite ali suas ervilhas devidamente depiladas.
  5. Ao ferver da água, conte três minutos. Três, não cinco nem dois, se o Leitor e a Leitora quiserem um vegetal ainda crocante, com seu verde em plenitude e o máximo de sabor.
  6. Para servir imediatamente, não é necessário muito embelezamento. Puras, com a flor do sal, pimenta, azeite, manteiga, um fio de óleo de gergelim… escolha uma ou duas opções e coma com abandono, sorvendo sua delicada e estaladiça personalidade vegetal.


25 comentários em “Filé na Cerveja Preta com Ervilhas

  1. Vicki

    Gatinha, tu já viu aquele DVD que a Oprah tanto faz propaganda, “The Secret”? Pois eu vi esse fim de semana e basicamente fala sobre a lei da atração. Acredita que ontem eu comprei ervilhas assim e não sabia como prepará-las? Tinha pensando em refogar levemente em manteiga (mas não sabia do esquema do fiapo), mas vou fazer assim no vapor com um fiozinho de azeite.
    Update sobre o rosbife de domingo: foi vetado, pois os homens da festa queriam “queimar uma carne na churrasqueira” a a dona da casa não me deixou levar… levei patê Sadia e pão árabe, pois o veto foi meio um balde d’água fria. Já passou. :)
    beijos (ah, obrigada pela idéia do croquete da vó!)

    Responder
  2. marta

    ai, que fominha!! e já nesta hora da manhã….rsrsr…sua culpa! adoro ervilhas e faço muito tb, experimente com aquele molho teriaky japones, acho que se escreve assim, que compro nas minhas idas à Liberdade…fica meio sal/doce..hum…adoro comidinhas assim..as vezes um simples toque faz uma refeição basica virar um acontecimento!! vc já foi explorar aquelas lojinhas no bairro japones aqui?? cada coisa deliciosa…beijocas

    Responder
  3. Fer Guimaraes Rosa

    Fê, essa carnita esta mais encaravel que a outra wolverine. eu acho que cerveja [e todas as outras bebidas] dao um toque especial a qualquer comidinha. mas minhas piscadelas mais passionais vao pras essas ervilhas verdinhas! ;-)

    bjoos,

    Responder
  4. Eugenia

    ah, se todos os pais fizessem vegetais como vc… ñ existiriam crianças chatinhas pra comê-los (os vegetais, ñ os pais rs)

    Responder
  5. Karina

    Querida Dadivosa,

    sou nova por aqui, mas sempre leio seus textos. E gosto muito.
    Mas uma perguntinha sobre o molho, vc separa os escalopinhos antes de acrescentar a cerveja ou faz o molhos com eles na panela?
    Parabéns pelo blog.
    Karina (BH)

    Responder
  6. Dadivosa

    Vicki, o procedimento de toalete das ervilhas será fundamental para o sucesso de qualquer receita que você queira fazer com elas. Que pena que vetaram a presença do Wolverine, quem sabe numa próxima vez?

    Socorro, que querida, vou lá ver agora!

    Patrícia, casamento perfeito, vá com fé!

    Marta, sou fã da Liberté, já faz uns meses que não apareço por lá, está na hora de repor meus estoques ;)

    Elvira, querida, simples de tudo, uma delícia.

    Fer, também sou adepta de dar de beber às comidinhas. Você notou que as ervilhas também estão dando suas piscadelas? Meninas mui namoradeiras que são…

    Cláudia, cerveja preta também fica boa no frango caipira, já experimentou?

    Faby, minha Rainha, pois então… proteínas animais para encarar semanas selvagens :)

    Eugênia, ainda não sou mamãe e nada posso afirmar. Lá em casa a mãe e a vó sempre fizeram vegetais deliciosos, mas não foi o bastante para deixar mais saudáveis os hábitos de todas as crianças da casa… acho que todo o amor pelos legumes ficou concentrado em mim!

    Karina, seja muito bem-vinda! Eu joguei a cerveja (mais ou menos 1/4 de xícara) com os escalopinhos ainda na frigideira beeeeem quente. Deixei apenas pegar a fervura novamente e pronto. Obrigada pela visitinha e pelo comentário.

    Beijos

    Responder
  7. Leilah

    Dadi, já fiz essas ervilhas com açúcar mascavo…é só dar uma cozida no vapor e jogá-las na frigideira bem quente com um pouco de manteiga e o açúcar…dá uma fritada rápida e pronto! Fica crocante e caramelado…yummy!! (Ótimo para acompanhar um frango tai)
    Beijos! =)

    Responder
  8. Mel Egito

    Olá!
    Sempre passo por aqui, até mais de uma vez por dia!
    Hoje essa receita está demais. E foi escolhida para ser nosso jantar!
    Já estava na cozinha lavando as ervilhas quando me bateu uma dúvida (desculpe se for boba demais): para fazer as ervilhas, devo cozinhá-las no vapor ou mergulho-as na água?
    Bjos!

    Responder
  9. Dadivosa

    Leilah, adorei a idéia, não conhecia… obrigada!

    Eliana, quer um pouquinho? ;)

    Geórgia, eu não sou muito versada nos segredos da pressão… já superei o preconceito, mas ainda não incorporei o utensílio em meu cotidiano.

    Mel, seja bem-vinda! Só vi sua mensagem agora, espero que tenha corrido tudo bem. As ervilhas podem ser mergulhadas na água com sal, mas essas daí eu fiz no vapor mesmo, sobre uma panela furadinha e com tampa que fica em cima de uma outra com água. Se tiver qualquer dúvida, escreva-me!

    Carla, depois conte para a gente como ficou?

    ;***

    Responder
  10. Mel Egito

    Dadi,

    Esperei até o último minuto pela resposta mas fui com a cara e a coragem!
    Fiz as ervilhas mergulhadas na água. Mas não pus sal… Iniciante é fogo!! rsrsrsrsrsr Mesmo assim ficaram ótimas. Comemos com azeite.
    A carne eu acho que passei um pouco do ponto. Fiquei tão preocupada com as ervilhas que esqueci da carne! rsrsrsrsrs Acho que assei demais e deixei secar muito a cerveja. Nem ficou um molhinho…
    No fim deu tudo certo e ficou uma delícia!
    Tirei foto e depois te mando.
    Bjos e obrigada!

    Responder
  11. Verena

    Dadi, a minha última tentativa de cozinhar com cerveja foi desastrosa, achei que ficou muito forte o gosto da dita cuja e eu não gosto de cerveja. Será que este prato fica mais leve? A apresentação está linda!!!
    Beijos!

    Responder
  12. Reginaldo

    lindamente escrito.. nunca pensei que ia me divertir tanto com receitas… ;)
    E essa foto… hum.. meu corpo grita “B12! quero ferro e Bdozeeeeeeeeeee!”

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Post aleatório

Quando eu era velha

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail