Creme de Abóbora com Cottage

Conforme prometido, eis a receita da sopinha de abóbora natural e reconfortante que saiu de minha cozinha na semana passada. Fresquíssima, sem aditivos ou conservantes, pode ser preparada em menos de meia hora.

Ingredientes: (para quatro porções)

  • 500 g de abóbora
  • água o suficiente
  • 1 folha de louro
  • sal a gosto
  • colheradas de queijo cottage (ou requeijão, ou cream cheese, ou coalhada seca)
  • azeite para regar
  • mix de pimentas (opcional)

Como fazer:

  1. Descasque a abóbora e corte-a em cubinhos.
  2. Leve-os ao fogo com água suficiente para cobri-los, juntando uma folha de louro. Deixe-os cozer.
  3. Com uma escumadeira, transfira a abóbora cozida para o liquidificador, lembrando-se de descartar o louro.
  4. Adicione um pouco da água do cozimento para facilitar o trabalho do seu liquidificador e bata até atingir a consistência desejada. O Leitor e a Leitora podem acrescentar mais ou menos água para regular a cremosidade da sopa.
  5. Devolva o creme à panela, corrija o sal e sirva com uma colherada de cottage, uma rega de azeite e uma pitada de mix de pimentas moído na hora. Se desejar, pode subsitituir por algum verdinho, fica até mais belo.

A graça dessa sopa está em formar, com a colher, um pequeno redemoinho de cottage no meio do prato. Infelizmente, a fome impediu-me de fotografar a feita.



22 comentários em “Creme de Abóbora com Cottage

  1. Raul

    Oi Dadi! Notícias do além… mar. De Copacabana, pra ser mais específico. Dei um sumidão de propósito no mundo virtual porque que a vida real me chama insistentemente. Todavia, entrei aqui no sábado para “pescar” uma receita de polvo e não achei. Dei meu jeito e ficou ótimo! O básico eu já sabia, mas senti falta de frutos do mar neste espetaculoso blog!
    Saudades e bj,
    R.

    Responder
  2. Lívia

    Dadi, ontem mesmo minha fiel escudeira Conceição, preocupada com o fato de eu não conseguir jantar direito, fez exatamente essa sopa. Só q ela fez cozinhando a abóbora no leite e batendo tudo. Depois, ralou gengibre, colocou uns temperinhos e eu mandei pra dentro…
    Estamos em sintonia!
    Agora, mostra logo o risoto de arroz negro pq ando numa curiosidade só…
    bjs

    Responder
  3. Malu

    Olha, confesso-te que achei este site meio que por acaso, mas qual não foi minha surpresa, pois me deparei com receitas super “facinhas” de serem feitas e “gostosserímas” de comer. :)
    Este creminho me deu água na boca só de olhar.
    Parabenizo-te por receitas tão belas e magníficas, ah eu fiquei curiosa quanto a um post, sobre o risoto de arroz negro, vou ficar atenta pra não perder…..
    Ganhaste uma “fazoca”, menina!
    Beijo, e nãp perco mais nada que saia aqui. :D

    Responder
  4. Heloisa

    Olha eu aqui dando minha graça.Tudo bom? Adoro esse teu Blog ,me divirto muito e aprendo mais ainda .A Dadivosa que desabrochou em mim tem tempoooooooooo,agradece
    E o creme de abóbora é delícia, a versão abóbrinha verde(não sei o nome,denomino assim) é o mesmo processo ,porém menos H2O e vai com a casca ,passe pelo mixer vertical,eu acho melhor que no “liqui”, porque no mixer e não no “liqui” ?acho que fica com umas sementes da abóbrinha só partidas e ai dá uma textura diferente a do creme ,eu acho, ja que experimentei os dois ,ou talvez seja “barda” (mania) da minha Dadivosa, os anos idos faz qualquer Dadivosa ligada em detalhes que por mais que se explique ninguém entende ai chamam isso de “barda”, concordas comigo Mrs.Dadivosa? Então……….terminando a receita: depois de cozida e mixada com a H2O do cozimento acrescente uma pitada de gengibre e creme de leite fresco ,na falta do creme de leite fresco pode ser o polenguinho(queijo fundido) ai este vai mixado junto com a abóbrinha.Não esquecer do sal e a guarniçao fica fica por conta.
    Beijo Fer, e espero que te conserves sem esses conservantes ,acho que li isto do tio Ricardo,achei ótimo.E tb acho que todos esses temperos prontos(Knnor)acho q é assim q escreve,camuflam uma real Dadivosa pois não ha risco nenhum,Dadivosa tem que ter atitude e personalidade,é assim que vejo uma Dadivosa sempre que leio teu blog.
    Beijossssssssssssssss

    Responder
  5. Dadivosa

    Pessoas queridas, ando meio offline por esses dias e tem sido complicado de responder a todos os comentários. Alguns foram por e-mail, outros mais gerais. Como essa sopinha incitou suas Dadivosas, tentarei responder a todos aqui:

    Daniel, um bom caldo (desde que caseiro) é uma ótima pedida, adorei a sugestão.

    Karla, não tenho muita idéia da quantidade de calorias, mas asseguro que é leve e reconfortante, não carece de aditivos colesterólicos, vá com fé!

    Laila, Manú, Fer, Geórgia, Diogo e Cláudia: esse laranja é mesmo hipnotizante, faz bem à alma, aos olhos e deixa a barriga quentinha ;)

    Raul, long time no see! Que bom que voltou, também estava com saudades! Bem observado, vou incorporar mais frutos do mar por aqui, aguarde-me :)

    Lívia, a Conceição sabe das coisas! Abóbora com gengibre é uma combinação deliciosa mesmo ;*

    Luna, meu “caminho da simplicidade” tem sido mais por inapetência e falta de tempo, o que nem é de todo ruim quando o ingrediente faz bem assim, né?

    Verena, se não curtir abóboras, pode usar cenouras bem fresquinhas. Também fica gostoso.

    Malu, muito obrigada pela visita e pelo comentário tão querido! Sou fã mesmo de receitas facinhas. Se tiver qualquer dúvida, me escreva que tentarei ajudar. ;*

    Gorete, pode substituir por requeijão também, mas acho que a textura do cottage dá um charminho a mais ;)

    Márcia, estou vivinha e restabelecida sim, obrigada pelo carinho! ;*

    Helô, que saudade!! Adorei a receita da sopa de abobrinha, vou experimentar. E você é uma grande inspiradora de Dadivosa, sabia? Suas comidinhas gostosas, diferentes e super saudáveis sempre me vêm à mente. O Ricardo que comentou não é o Tio Ri, mas um leitor muito querido que tem um blog maravilhoso sobre churrascos. E concordo com seu ponto de vista sobre os temperos prontos. Nada contra quem gosta, usa e não tem intolerância a eles, mas eu prefiro sempre “the real thing”. beijão!!!!

    Responder
  6. Larissa

    Olá! Sou amiga da Verena e leitora de blogs maravilhosos com esse seu!
    Lembrei que a abóbora tem muitas propriendades interessantes e uma delas é ser um excelente vermífugo natural. Ninguém se lembra atualmente, mas nos tempos dos nossos avós, cuidar do “bichinhos que dão em gente” era natural. Hoje ninguém lembra desse cuidado. E a abóbora é nossa aliada na limpeza interna! Ponto para essa sopa linda!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail