Patatas Bravas

Em primeiro plano, o aïoli (aquela espécie de maionese montada na base de bastante alho e azeite de oliva) e o molho que lhe confere a “braveza”, feito com tomates e pimentón (páprika) picante.

As da foto foram consumidas na cafeteria do Reina Sofía, após enfrentar muita muvuca da gringaiada que, como eu, aproveitou o sábado pra ir ao museu. O café, felizmente, não teve acotovelamentos. E se as patatas estavam bravas e o aïoli pungente, o clima estava ameno e o ambiente, tranquilo.

Publicado por Dadivosa em


14 comentários em “Patatas Bravas

  1. joao carlos pedroso

    amo patatas bravas e busco ate hoje reeptir a sensaçãoq ue tive em madri… em toeldo memso me decepcionei com outra versão… se tiver uma receita confiavel e bravissima, agradeço imensamente
    bjs
    joao

    Responder
  2. Angie

    Oi Dadivosa :o)
    O legítimo aïoli é feito só de azeite de oliva e alho. É tao delicado que dizem que, se você trocar de mao quando estiver fazendo o dito cujo, desanda! Uma arte de se fazer :o) Ele tem uma aparência mais grotesca que o feito com ovos (que nem esse da maionese) mas o gosto é muuuito bom :o)
    Tô adorando acompanhar suas experiências por aí :o)
    Beijos, Angie

    Responder
  3. Moira

    O primeiro eu adoro, já o segundo eu dispenso, gosto pouco de coisas bravas ;)
    Ler os seus posts está a dar-me saudades de voltar a Madrid, cidade que só comecei a gostar muito recentemente, das primeiras vezes que fui eu detestei, agora começo a ter uma visão diferente e da última vez adorei.
    Bjs
    Moira

    Responder
  4. joana

    menina… difícil conseguir chegar a uma receita quando todos já estão tão acostumados a preparar o all i olli, que vai tudo no olho….
    segundo o namô catalão… o tradicional tradicional é feito em ‘mortero’ e usa apenas alho, azeite e sal. Primeiro, se amassa bem o alho (dois dentes são suficientes), depois vai incorporando o azeite aos poucos, até que a misture ‘ligue’. Aí é só temperar com sal. Essa versão eu provei na ultima semana… e fica bem picante.

    Outra alternativa é fazer no bom e velho mixer/liquidificar… aí vão… dois dentes de alho, um ovo, miolo de uma rabanada pequena de pão com algumas gotas de vinagre, uma pitada de sal e azeite até dar liga.

    espero ter ajudado! =)

    beijinhos!

    Responder
  5. leonor

    Olá!

    Além de cá em casa sermos completamente viciados em all-i-oli ( o Miguel come-o às colheradas…ehehe) também somos fãs de patatas bravas!…
    Há imenso tempo que não como as ditas patatas mas adoro o molhinho que as acompanha!…:)

    Essas estão com um aspecto muito requintado, bem diferentes das que já comi com aquele sabor a bodega e taperia tradicionais….:)

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Arquivos

Newsletter

Assine para receber no seu e-mail